close

Parabéns, Lula: 75 anos do maior líder político do Brasil

“O presidente Lula representa a história e luta da classe trabalhadora. As vitórias vindas da luta e sua liderança nunca foram abaladas, mesmo na mais alta perseguição e prisão, Vida longa e muita força para juntos reconstruirmos nosso país” *Por João Daniel

Ato Mais Habitação Mais Cidadania e recebimento do título de cidadão honorário de Altos. Fotos Ricardo Stuckert

Hoje é o aniversário de uma das pessoas mais importantes do povo brasileiro: o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, maior dirigente popular e o maior presidente da República do Brasil. Um estadista que soube levar o país às mais altas esferas do respeito mundial, pois com obstinação e trabalho investiu no desenvolvimento econômico e social, tirando da miséria 40 milhões de brasileiros e brasileiras. Por seu trabalho, Lula passou a contar com a admiração da maioria dos líderes mundiais, que sabiam que ali estava alguém que falava e agia em prol do povo e que a sua história se confundia com a da grande maioria da população brasileira.

A sua trajetória de vida inicia como retirante nordestino que, como milhares de outros, fugia da seca para buscar uma vida melhor em São Paulo. Uma vida que começou muito dura, pois ainda menino, com 12 anos, Lula conseguiu seu primeiro emprego numa tinturaria, foi engraxate e office-boy e com 14 anos teve a Carteira de Trabalho assinada pela primeira vez. Se tornou torneiro mecânico em São Bernardo do Campo e ali fez sua trajetória de luta com os operários e se transformou num grande líder político que enfrentou a ditadura civil/militar de 1964.

Assim foi seguindo a história de luta e de compromisso com trabalhadores e trabalhadoras, construindo vitórias políticas e eleitorais, até chegar ao comando do país, em uma eleição em que enfrentou a ira das elites e a desconfiança do capital. Para chegar a isso percorreu por muitos anos o país que iria dirigir, fortalecendo os movimentos sociais e populares e o Partido dos Trabalhadores, que ajudou a criar lá atrás.

Em 1989 concorreu pela primeira vez à Presidência da República, perdendo no segundo turno. Também foi candidato a presidente outras duas vezes, em 1994 e 1998 e, por fim, em 2002, tendo sido eleito e assumido em 1º de janeiro de 2003 a Presidência da República, para transformar o Brasil.

Conheci Luiz Inácio Lula da Silva em 1986. Foi Lula quem nos deu, e a toda nossa geração, o exemplo de luta e a importância de confiarmos no povo brasileiro, na organização da classe trabalhadora e na construção de uma sociedade justa e mostrou que, quando se organiza e luta, dá vencer as eleições e fazer diferente. Assim fez o presidente Lula.

E esse “fazer diferente” foi sua marca. No dia que tomou posse, o presidente Lula reafirmou seu compromisso de campanha e disse que “ficaria feliz se ao encerrar seu mandato visse todos os brasileiros e brasileiras fazendo três refeições por dia.” E conclamava a todos dizendo que só a luta do povo brasileiro muda as suas condições de vida. No seu governo, Lula mudou a vida do nosso povo, em áreas como moradia, educação, alimentação e saúde.

Sob a sua inspiração, nos nossos governos, de 2003 a 2015, foram 36 milhões de brasileiros e brasileiras que saíram da extrema pobreza, graças ao Bolsa Família, à geração de emprego e renda, ao incentivo à agricultura familiar e ao desenvolvimento regional, sendo que milhões de brasileiros da classe trabalhadora melhoraram de renda e de vida. A renda média cresceu 38% acima da inflação. Já a renda dos 20% mais pobres cresceu 84%. Os investimentos sociais triplicaram e cresceram de R$ 112,2 bilhões em 2012 para R$ 343,3 bilhões em 2014. Em 2015, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do país chegou a 0,754 (quanto mais perto de 1, melhor). O muro da desigualdade, que parecia intransponível, começou a ser superado.

Com essa atuação, Lula – o presidente brasileiro mais homenageado em todo o mundo -, ao encerrar o governo, teve aprovação de mais de 80% entre bom e ótimo. Um presidente que, apesar não ter feito nenhum curso universitário, promoveu uma revolução na educação do Brasil. Nos governos do PT, quando ele e Dilma estiveram à frente da Presidência da República, as universidades públicas e institutos federais, antes basicamente centralizados nas capitais dos estados, foram levados para todo o interior do país. Foram criadas 18 novas universidades federais e 173 campus universitários, duplicando o número de alunos entre 2003 a 2014: de 505 mil para 932 mil. Em Sergipe, os municípios que receberam campus universitários e Institutos Federais foram Estância, Itabaiana, Laranjeiras, Lagarto, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora do Socorro, Propriá, Poço Redondo, São Cristóvão e Tobias Barreto.

Por seu trabalho pela educação, no combate à fome e pelo desenvolvimento dos povos, Lula recebeu pelo menos 36 títulos de Doutor Honoris Causa, de universidades brasileira e estrangeiras, como universidades de Coimbra; Espanha, Bolívia, Argentina, França, além de universidades brasileiras, em Alagoas, Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia e São Paulo, tendo também recebido várias honrarias pelo mundo, como: Prêmio pela paz da Unesco, 2008; Estadista Global pelo Fórum Econômico Mundial em Davos; Prêmio Internacional da Catalunha pelas políticas sociais e econômicas, Prêmio Mundial da Alimentação e o de Cidadão honorário de Paris, aprovado pela Câmara Municipal de Paris em 2019.

Com o golpe contra Dilma, Lula enfrentou toda a sorte de perseguição, da mídia conservadora, de parte da Justiça e sofreu perseguição da Lava Jato que o condenou sem provas em ações que o impediram de ser candidato a presidente em 2018, em processos que vêm caindo a cada julgamento imparcial.

Hoje, com este governo fascista que vem destruindo o Brasil, confiamos na liderança de Lula para estimular a nossa capacidade de nos indignarmos e criarmos condição para que ele volte a comandar o país. Com sua lucidez, compromisso e competência, vamos juntos reconstruir o Brasil e fazer voltar a justiça e equidade no país, na reconquista de um país solidário e igualitário, com a superação das desigualdades que voltaram no país.

O presidente Lula representa a história e luta da classe trabalhadora. As vitórias vindas da luta e sua liderança nunca foram abaladas, mesmo na mais alta perseguição e prisão, Vida longa e muita força para juntos reconstruirmos nosso país.

*João Daniel, presidente do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores em Sergipe e deputado federal

Fonte: Partido dos Trabalhadores

Quero ajudar!